sexta-feira, 16 de setembro de 2011

Hey, espera, isto já aconteceu !

O fenômeno conhecido como Déjà vu, expressão francesa, que significa “já visto”: sentimento de já ter vivido aquele momento, mas que tenhamos a certeza que nunca estivemos lá.

Simplesmente quando você está indo para algum lugar, de repente lhe vem aquela sensação de: Eu já vi isto. Você para no exato momento, por alguns instantes, de repente ve que tudo não passou de um déjà vu.

Acredita-se que reconhecer um objeto ou situação familiar engatilhe dois processos no cérebro. Primeiro, a mente busca em seu arquivo de memória para descobrir se os conteúdos daquela cena já foram vistos antes. Em caso afirmativo, uma parte separada do cérebro identifica a cena ou o objeto como familiares.

Vários psicanalistas atribuem o déjà vu à simples fantasia ou realização do desejo, enquanto alguns psiquiatras dizem que é causado por uma combinação errônea no cérebro, fazendo o cérebro confundir o presente com o passado. Muitos parapsicólogos acreditam que ele está relacionado a uma experiência de vida passada.

Segundo Chris Moulin, do departamento de neuropsicologia cognitiva da Universidade de Leeds (Reino Unido) e um dos poucos investigadores dedicados à explicação para este fenómeno, a sensação de ‘dejá vu’ traduz-se por uma falha passageira na memória.

 

Quando recordamos o passado, ‘acende-se’ um circuito no lóbulo temporal, uma área do nosso cérebro situada atrás das orelhas – o que origina a recordação – e se este circuito funciona mal, provoca a sensação de 'dejá vu'

 





Seria uma transição do passado, do presente e do futuro?
Antes de nascer será que ja vimos como seria nossa vida, e por algum motivo explicaria o momento déjà vu?
Não vivemos essa situação em algum sonho?
Ou então seria uma transição de uma dimensão para outra? (teoria das 11 Dimensões de Einstein que será assunto para um próximo post ;) )

Nenhum comentário:

Postar um comentário