domingo, 12 de fevereiro de 2012

É possível viajar no tempo ?

Este assunto já foi debatidas várias e várias vezes nos diversos ramos da física, já foi abordado por Histórias em quadrinhos e por filmes, tal como o sucesso “De volta para o Futuro” abordando a história da temática da viagem do tempo, apesar do filme ser da década de 80, os princípios da física já estavam um tanto quanto avançado (sem comparar com os de hoje em dia). A “Máquina” usada era o famoso DeLorean produzido pelo Dr.Brown. Apesar de fazer muito tempo do lançamento do mesmo, ainda hoje meche com o imaginário dos apaixonados por ficção científica.

Hoje em dia muitos físicos estão se dedicando a esse assunto.

Definição de Tempo: É o intervalo que se passa entre o acontecimento entre dois eventos (Ler este post do inicio até agora por exemplo).

Em pleno século XX, todo mundo pensava que o tempo era absoluto, ou seja, o tempo é o mesmo para todas as pessoas, facilmente provado por meio dos relógios. Um segundo na Terra teria o mesmo valor que um segundo em qualquer parte do universo, mas devido aos avanços científicos foi comprovado que essa afirmativa não se aplicava em determinadas situações.

Dentre elas uma das evidencias é que quando começou a ser medida a velocidade da luz, os físicos constataram que a velocidade da luz era  sempre a mesma, independete da posição do observador.
Segunda a fórmula se você percorreu 50 quilômetros em uma hora, a sua velocidade é de 50km/h como exemplo. Mas quando se trata da luz, a velocidade é constante. Ou seja a velocidade será sempre 299.792.458 m/s, então se a constante da Luz não varia, alguma das variantes envolvidas precisaria estar mudando, no caso o Tempo.

Temos como principal pensador deste trecho, Albert Einstein quando propôs a Teoria Especial da Relatividade. Segundo Einstein o tempo pode variar de acordo com as condições em que foi medido.



Após essa descoberta, O espaço e o Tempo começaram a se comportar como se fosse um só objeto, sendo batizado de Espaço-Tempo. E você ir e voltar no espaço, equivale a ir e voltar no tempo. Os cientistas perceberam que quando movimenta-se em uma velocidade muito grande, próxima a velocidade da luz por exemplo, o tempo passa mais devagar do que para quem esta parado ou andando em uma velocidade inferior.

Nada de entrar em um veiculo e de repente aparecer em uma época com avanços tecnológicos, mas pode retardar o tempo.

Digamos que você deixe sua família na Terra, e parta em uma viagem pelo espaço em uma velocidade próxima da velocidade da luz. Quando você retornar, perceberá que terá se passado muito mais tempo na Terra do que para você. Ou seja, você “voltou” para o futuro. E consequentemente, também terá envelhecido menos do que os seus parentes e amigos que permaneceram no planeta.

Pode parecer um assunto um tanto quanto difícil, mas... se engana você que pensa que isso tudo está longe em nosso dia a dia, pois os aparelhos de GPS por exemplo é uma das aplicações prática da Teoria da Relatividade de Einstein.

Os satélites que formam o Sistema Global de Posicionamento estão se locomovendo em alta velocidade ao redor do planeta Terra, o tempo passa de forma diferente em relação ao “nosso”. Os satélites devem ser sincronizados com o tempo dos usuários.

Se levarmos isso em consideração, podemos dizer que o nosso primeiro viajante do tempo foi o cosmonauta russo Sergei Avdeyev. Com mais de 748 dias a bordo da estação Mir, orbitando a uma velocidade de aproximadamente 7,5 km/s, Avdeyev viajou cerca de 20 milissegundos no futuro, o que ainda é considerado como sendo o recorde de viagem no tempo de um ser humano.

Fonte: Tecmundo

Post dedicado a @karineecf que hoje está de aniversário, e sabendo bem o que é passar o tempo... parabéns, que seus sonhos, sendo possíveis, impossíveis, grandes ou pequenos... tornem-se realidade, por que tudo que você conquistou, foi por merecer.

Nenhum comentário:

Postar um comentário